M.

Hoje o teu nome surgiu no ecrã do meu telefone. Foi um momento de pânico, e depois uma estranheza tal... Perdi, ao mudar de equipamento, os contactos das pessoas que me ligam diariamente. E depois esse nome no ecrã, dois meses depois de termos segurado a mão um do outro pela última vez, foi surreal. … Continue reading M.