Carta aos meus filhos #57

A mãe está melhor.Voltou a sentir amor.A sensação de vertigem associada ao amor.Mas não está desesperada. Acredita que tudo tem o seu tempo. Que o que não está destinado não tem lugar. Que os caminhos apenas se fecham para empurrar-nos da direcção que é suposto seguirmos.Logo vou falar com as cartas.Vou perguntar-lhes pelo homem por … Continue reading Carta aos meus filhos #57

Advertisements

Carta aos meus filhos #56

A mãe costumava rir-se por tudo e por nada.Costumava encontrar beleza nas coisas pequenas; uma borboleta que insistiu em pousar em mim rua abaixo, um gato que se escapa de rabo-tipo-escovilhão de um mata velhos, as brincadeiras da bisavó Norvinda.De repente, a mãe deixou de ver beleza em tudo. Deixou de ver formas nas nuvens. … Continue reading Carta aos meus filhos #56