Carta ao V. #2

"(...) O tempo voa, sabes? A minha beleza já está a desvanecer. Já tenho derrames junto aos tornozelos. Os meus amigos já têm entradas e barriga de cerveja, cabelos brancos e problemas de ácido úrico. Não digo que o amor seja mais provável na presença de beleza física, mas porque não havemos de ter o melhor dos … Continue reading Carta ao V. #2

Advertisements

Carta a mim mesma #1

Hoje, enquanto lavava os dentes, a minha vida sofreu uma reviravolta. Sobre o cesto da roupa suja, o telefone passava uma música bela. Bonita não é suficiente. Talvez bela também não lhe faça justiça. E algures, por entre uma nota e outra, acontece. Inspirei para absorver a sensação, e depois expirei. Depois a vertigem, o … Continue reading Carta a mim mesma #1